Recursos Semióticos em Atividades de Modelagem Matemática

Autores

  • Lourdes Maria Werle de Almeida Universidade Estadual de Londrina
  • Tania Camila Kochmanscky Goulart Centro Universitário Filadelfia - UniFil, Londrina/PR

DOI:

https://doi.org/10.17921/2176-5634.2020v13n3p286-297

Resumo

Resumo
Neste artigo dirigimos nossa atenção à questão: quais recursos semióticos são ativados em atividades de modelagem matemática e como eles colaboram para o desenvolvimento da atividade? Nossas argumentações são fundamentadas, por um lado, em um quadro teórico que considera características da modelagem matemática bem como elementos relativos ao uso de recursos semióticos em atividades de ensino e aprendizagem e a constituição de pacotes semióticos. Por outro lado, consideramos uma pesquisa empírica em que atividades de modelagem matemática são desenvolvidas por alunos de uma disciplina de Cálculo Diferencial e Integral em um curso de Ciência da Computação. A pesquisa tem natureza qualitativa com cunho interpretativo. As análises nos permitem inferir que os alunos fazem uso de recursos semióticos de naturezas diversas de modo que se constituem pacotes semióticos relativamente às ações dos alunos nas diferentes fases do desenvolvimento de uma atividade de modelagem matemática. A ativação dos recursos semióticos bem como a sua colaboração para o desenvolvimento da atividade de modelagem matemática é ao mesmo tempo sincrônica e diacrônica de modo que não é possível afirmar especificamente quando um recurso atua de forma isolada ou conjuntamente com outros para potencializar a comunicação e organizar o pensamento. O que se pode concluir é que diferentes recursos semióticos atuam de maneira colaborativa para fomentar estas ações.

Palavras-chave: Educação Matemática. Modelagem Matemática. Recurso Semiótico. Pacote Semiótico.

Abstract
In this article we focus our attention on the question: what semiotic resources are activated in mathematical modeling activities and how do they collaborate in the development of the activity? Our arguments are based, on the one hand, on a theoretical framework that considers characteristics of mathematical modeling as well as elements related to the use of semiotic resources in teaching and learning activities. On the other hand, we consider an empirical research in which mathematical modeling activities are developed by students from a Differential and Integral Calculus discipline in a Computer Science course. From a qualitative research and interpretive nature, the analyzes allow us to infer that students make use of semiotic resources of different natures so that they constitute semiotic packages in relation to students' actions in the different phases of the development of a modeling activity mathematics. The activation of semiotic resources as well as their collaboration for the development of the mathematical modeling activity is both synchronous and diachronic so that it is not possible to state specifically when a resource acts in isolation or in conjunction with others to enhance communication and organize the thought. What can be concluded is that different semiotic resources work collaboratively to foster these actions.

Keywords: Mathematical Education. Mathematical Modeling. Semiotic Resource. Semiotic Package

Downloads

Publicado

2021-01-12

Edição

Seção

Artigos