Estágio Supervisionado Curricular em Matemática: o Sequenciamento e o Ritmo em uma Oficina Sobre Estatística

Autores

  • Patrícia Santana Costa
  • Flávia Cristina de Macêdo Santana Universidade Estadual de Feira de Santana
  • Ana Virginia de Almeida Luna

DOI:

https://doi.org/10.17921/2176-5634.2020v13n4p472-482

Resumo

Resumo
Este artigo apresenta algumas reflexões sobre a formação de professores que ensinam matemática, tomando como objeto o ensino de estatística durante o estágio. Para isso, buscamos identificar e analisar a prática pedagógica no ambiente de desenvolvimento do Estágio Curricular Supervisionado de conteúdos de estatística quanto ao sequenciamento e ao ritmo no contexto de sala de aula. Para tanto, o procedimento metodológico utilizado foi à observação. Os dados foram coletados durante a realização de uma das oficinas, fruto das atividades desenvolvidas no componente Estágio Curricular Supervisionado em Matemática III, da grade curricular do curso de Licenciatura em Matemática da Universidade Estadual de Feira de Santana. A filmagem foi o instrumento de registro usado para esse fim. Apoiamo-nos também nos materiais produzidos pelo grupo para obtermos dados complementares, como o planejamento e as narrativas. Entre os resultados, podemos destacar que desenvolvimento de projetos em uma abordagem interdisciplinar pode favorecer a educação estatística na formação inicial de professores que ensinam matematica. Para tanto, o sequenciamento adotado pelas professoras pode, também, ajudar outros professores a analisarem a proposta imprimindo um novo ritmo na organização de uma sequência no ambiente escolar. Dessa forma, podemos inferir que a inserção de atividades em diferentes contextos escolares pode provocar mudanças no sequenciamento e no ritmo da prática pedagógica por motivos variados.

Palavras-chave: Formação de Professores. Estágio Curricular Supervisionado em Matemática. Sequenciamento. Ritmo.

Abstract
This article presents some reflections on the formation of teachers who teach mathematics, taking as object the teaching of statistics during the internship. For this, we seek to identify and analyze the pedagogical practice in the development environment of the Supervised Curricular Internship with statistical content regarding sequencing and pace in the classroom context. For that, the methodological procedure used was observation. The data were collected during the realization of one of the workshops, as a result of the activities developed in the Supervised Curricular Internship in Mathematics III, component, of the curriculum of the Mathematics Degree course at the State University of Feira de Santana. Filming was the recording instrument used for this purpose. We also rely on the materials produced by the group to obtain complementary data, such as planning and narratives. Among the results, we can highlight that project development in an interdisciplinary approach can favor statistical education in the initial training of teachers who teach mathematics. To this end, the sequencing adopted by the teachers can also help other teachers to analyze the proposal by printing a new pace in the organization of a sequence in the school environment. Thus, we can infer that the insertion of activities in different school contexts can cause changes in the sequencing and pace of pedagogical practice for different reasons.

Keywords: Teacher Training. Supervised Curricular Internship in Mathematics. Sequencing. Rhythm.

Downloads

Publicado

2021-02-11

Edição

Seção

Artigos