Um Olhar para a Prática Pedagógica de Professores que Ensinam Estatística: por uma Formação Crítica e Contextualizada

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17921/2176-5634.2020v13n3p267-276

Resumo

Resumo
A formação de professores é um processo fundamental para que ocorram mudanças na educação contemporânea. Por meio dela, profissionais são preparados para lidar com os mais diversos desafios no campo educacional e têm a possibilidade de realizar a análise e a reflexão acerca da prática pedagógica. Uma temática que carece de estudos, devido a sua intensa aplicabilidade no meio social, é a Estatística, ciência capaz de explicar fenômenos da sociedade e como estes ocorrem nas relações humanas. Nesse sentido, este artigo tem como pretensão compreender como a Estatística vem sendo trabalhada pelos professores no Ensino Médio, visando à importância de uma formação continuada em Educação Estatística. Em uma abordagem qualitativa, os dados da pesquisa foram obtidos por meio de observações de aulas em duas escolas estaduais do município de Anápolis - GO, de entrevistas semiestruturadas com os três professores participantes e da análise dos seus planos de aula, os quais foram sistematizados e interpretados de acordo com a Análise de Conteúdo. Os resultados obtidos permitem considerar que, por mais que os professores trabalhem, em sala de aula, todos os conteúdos estatísticos propostos no currículo do Estado, esses não são abordados de forma contextualizada, o que impossibilita uma formação crítica dos estudantes. Assim, evidencia-se a necessidade de cursos de formação continuada de professores com enfoque na Educação Estatística crítica e contextualizada, visto que muitos docentes não foram formados nessa perspectiva.

Palavras-chave: Formação de Professores. Educação Estatística. Contextualização. Crítica.

Abstract
Teacher training is a fundamental process for changes in contemporary education to occur. Through it, professionals are prepared to deal with the most diverse challenges in the educational field and have the possibility to carry out the analysis and reflection on the pedagogical practice. A subject that needs studies, due to its intense applicability in the social environment, is Statistics, a science capable of explaining phenomena in society and how they occur in human relationships. In this sense, this article aims to understand how Statistics has been worked by teachers in high school, aiming at the importance of continuing education in Statistical Education. In a qualitative approach, the research data were obtained through classroom observations in two state schools in the city of Anápolis - GO, through semi-structured interviews with the three participating teachers and through the analysis of their lesson plans, which were systematized and interpreted according to Content Analysis. The results obtained allow us to consider that, no matter how much the teachers work in the classroom, all the statistical contents proposed in the State curriculum are not approached in a contextualized way, which makes critical formation of students impossible. Thus, there is a need for continuing teacher education courses, with a focus on critical and contextualized statistical education, as many teachers were not trained in this perspective.

Keywords: Teacher training. Statistical Education. Contextualization. Criticism.

Downloads

Publicado

2021-01-12

Edição

Seção

Artigos