Em Foco a Aritmética do Curso Primário: Um Estudo de Cadernos Escolares e do Manual “Práticas Escolares”

Autores

  • Rosimeire Aparecida Soares Borges Universidade do Vale do Sapucaí, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação. MG, Brasil http://orcid.org/0000-0003-1006-844X
  • Cristiano José de Oliveira Universidade do Vale do Sapucaí, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação. MG, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.17921/2176-5634.2018v11n1p47-54

Resumo

Este estudo histórico investigou apropriações das propostas reformistas da Escola Nova no que tange ao ensino da Aritmética para a escola primária em cinco cadernos de um aluno, de terceiro e quarto anos do curso primário, dos anos de 1952 e 1953, respectivamente, e no primeiro volume do manual didático “Práticas Escolares” que teve sua primeira edição em 1940 e décima edição em 1965, de autoria de Antonio D’Ávila. Utiliza-se como base teórico-metodológica a História Cultural na direção de dar significado às apropriações que foram feitas em relação à aritmética da escola primária em tempos da Escola Nova. Há uma predominância da resolução de problemas aritméticos ligados ao cotidiano dos alunos, indicando uma preocupação com a abstração dos conceitos com foco em uma aritmética prática, que tinha por finalidade preparar o aluno para a vida fora da escola após quatro anos de estudo no curso primário. Observa-se uma valorização do aluno como indivíduo, com respeito ao seu ritmo e dificuldades apresentadas na aprendizagem da Aritmética, um dos aspectos marcantes da Escola Nova, o aluno considerado como protagonista do processo de ensino e de aprendizagem, podendo interagir no meio social em uma formação mais humana.

Palavras-chave: Aritmética. Ensino Primário. Manual Didático para Professores. Cadernos de aluno. Cultura escolar. História da Educação
Matemática.

Abstract

This historical study investigated appropriations of the New School for the teaching of Arithmetic for the primary school in five books of a student, of the third and the fourth years of the primary course, of the years of 1952 and 1953, respectively, And in the first Volume of the didactic manual “School Practices” that had its first edition in 1940 and tenth edition in 1965, authored by Antonio D’Ávila. It is used as a theoretical-methodological basis for the Cultural History in the direction of provide meaning the appropriations that were made in relation to the primary school in times of the New School. There is a predominance of solving arithmetic problems related to students’ daily life, indicating a preoccupation with an abstraction of concepts with a focus on an arithmetic practice, whose purpose was to prepare a student for the life outside of school after four years of primary school. It is observed the evaluation of the student as an individual, with respect to its rhythm and difficulties presented in the learning of Arithmetic, one of the markers of the New School, the student considered the protagonist of the process of teaching and learning, being able To interact in the social environment in a more humane formation.

Keywords: Arithmetic. Primary school. Didactic Manual for Teachers. Books of a student. School culture. History of Mathematics Education.

Biografia do Autor

Rosimeire Aparecida Soares Borges, Universidade do Vale do Sapucaí, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação. MG, Brasil

Professora do Mestrado em Educação da Universidade do Vale do Sapucaí. Doutora em Educação Matemática pela Universidade Bandeirante de São Paulo.

Downloads

Publicado

2018-12-30

Edição

Seção

Artigos