A Contextualização do Conhecimento Matemático nas Edições da Terceira Aritmética da Série Ordem e Progresso e da Série Concórdia

Autores

  • Malcus Cassiano Kuhn Universidade Luterana do Brasil – ULBRA Canoas/RS. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense - IFSul Câmpus Lajeado/RS. http://orcid.org/0000-0002-6001-2324
  • Arno Bayer Universidade Luterana do Brasil - ULBRA/RS.

DOI:

https://doi.org/10.17921/2176-5634.2016v9n2p%25p

Resumo

O artigo discute a contextualização do conhecimento matemático na Terceira Arithmetica da série Ordem e Progresso e na Terceira Aritmética da série Concórdia, editadas pela Igreja Luterana do Brasil, para as escolas paroquiais do Rio Grande do Sul, na primeira metade do século XX. Em 1900, o Sínodo de Missouri, hoje Igreja Evangélica Luterana do Brasil, iniciou sua missão nas colônias alemãs gaúchas, fundando congregações religiosas e escolas paroquiais. Fundamentando-se na história cultural e na análise de conteúdo, as duas edições da Terceira Aritmética, foram analisadas. Verificou-se que as mesmas contextualizam o conhecimento matemático com produções e atividades agrícolas, operações comerciais, documentos fiscais e de dívidas, profissões, deslocamentos ferroviários, geometria prática, prática religiosa luterana, educação ambiental, geografia, história e ciências da natureza.

Biografia do Autor

Malcus Cassiano Kuhn, Universidade Luterana do Brasil – ULBRA Canoas/RS. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense - IFSul Câmpus Lajeado/RS.

Doutor em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Luterana do Brasil – ULBRA.

Pós-doutorando em Ensino de Ciências e Matemática na Universidade Luterana do Brasil - ULBRA.

Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em História da Educação Matemática e Interculturalidade - GEPHEMI.

Professor EBTT no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense - IFSul Câmpus Lajeado.

Arno Bayer, Universidade Luterana do Brasil - ULBRA/RS.

Doutor em Ciências da Educação pela Universidade Pontifícia de Salamanca – Espanha.

Professor e Pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática – PPGECIM da ULBRA/RS.

Coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas em História da Educação Matemática e Interculturalidade - GEPHEMI.

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Tradução de Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2011.

CHERVEL, André. História das disciplinas escolares - reflexões sobre um campo de pesquisa. Teoria & Educação, Porto Alegre, n. 2, p. 177-229, 1990.

FAUSTO, B. História do Brasil. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, Fundação para o Desenvolvimento da Educação, 2001.

FLORES, H. A. H.. História da imigração alemã no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: EST edições, 2004.

JULIA, Dominique. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação, Campinas, n. 1, p. 9-43, jan./jun. 2001.

KNIJNIK, Gelsa. Exclusão e resistência: educação matemática e legitimidade cultural. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

KREUTZ, Lúcio. Material didático e currículo na escola teuto-brasileira. São Leopoldo: Ed. UNISINOS, 1994.

KUHN, Malcus Cassiano. O ensino da matemática nas escolas evangélicas luteranas do Rio Grande do Sul durante a primeira metade do século XX. 2015. 466 f. Tese (Doutorado em Ensino de Ciências e Matemática) – Universidade Luterana do Brasil, ULBRA, Canoas, 2015.

LEMKE, Marli Dockhorn. Os princípios da educação cristã luterana e a gestão de escolas confessionárias no contexto das ideias pedagógicas no sul do Brasil (1824 – 1997). Canoas: Ed. ULBRA, 2001.

LINDEMANN, Johann Christoph Wilhelm. Amerikanisch-Lutherische Schul-Praxis. 2. ed. Sant Louis: Lutherischer Concordia - Verlag, 1888.

RAMBO, Arthur Blásio. A Escola comunitária teuto-brasileira católica. São Leopoldo: Ed. UNISINOS, 1994.

ROCHE, Jean. A Colonização Alemã e o Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Editora Globo, 1969. v. 1 e v. 2.

SCHUBRING, Gert. Relações Culturais entre Alemanha e Brasil: “Imperialismo Cultural” versus “Nacionalização”. Zetetiké - Cempem, Campinas, v. 11, n. 20, p. 9-49, jul./dez. 2003.

SÉRIE Concórdia: Segunda Aritmética. Porto Alegre: Casa Publicadora Concórdia, 1948.

SÉRIE Concórdia: Terceira Aritmética. Porto Alegre: Casa Publicadora Concórdia, 1949.

SÉRIE Ordem e Progresso: Terceira Arithmetica. Porto Alegre: Casa Publicadora Concórdia, [193-].

STEYER, Walter O. Os Imigrantes Alemães no Rio Grande do Sul e o Luteranismo: a fundação da Igreja Evangélica Luterana do Brasil e o confronto com o Sínodo Rio-Grandense 1900 – 1904. Porto Alegre: Singulart, 1999.

UNSERE SCHULE. Porto Alegre: Casa Publicadora Concórdia, 1933-1935.

WARTH, Carlos Henrique. Crônicas da Igreja: Fatos Históricos da Igreja Evangélica Luterana do Brasil (1900 a 1974). Porto Alegre: Concórdia, 1979.

WEIDUSCHADT, Patrícia. O Sínodo de Missouri e a educação pomerana em Pelotas e São Lourenço do Sul nas primeiras décadas do século XX: identidade e cultura escolar. 2007. 255 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2007.

Downloads

Publicado

2016-12-30

Edição

Seção

Artigos