Síntese de um Estudo sobre Interpretações das Diretrizes Curriculares para o Curso de Licenciatura em Matemática

Autores

  • Marcelo Dias Pereira Centro Universitário FEI
  • Ruy César Pietropaolo Universidade Anhanguera de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.17921/2176-5634.2016v9n2p%25p

Resumo

Esse artigo apresenta informações e análises decorrentes de pesquisa que estudou interpretações assumidas pela Universidade Federal do ABC das atuais Diretrizes Curriculares para a formação de professores de Matemática. O objetivo da pesquisa foi identificar pressupostos de formação do Curso de Licenciatura em Matemática daquela instituição, sobretudo no que se refere à dimensão prática. A investigação foi de cunho qualitativo, utilizando análises bibliográfica, documental e das entrevistas com coordenador e docentes do curso. Para a análise, no tocante aos conhecimentos que devem ser de domínio do professor, foram consideradas as categorias estabelecidas por Ball, Thames e Phelps a respeito dos conhecimentos necessários ao professor para o ensino de Matemática. Identificou-se que o plano pedagógico do Curso não atende a pressupostos da formação docente, como a adoção da unidade na relação entre a teoria e a prática, e não cumpre integralmente as Diretrizes Curriculares Nacionais para as licenciaturas em Matemática.

Palavras-chave: Formação de professores. Teoria e prática. Licenciaturaem Matemática. Diretrizes Curriculares. Universidade Federal do ABC.

Referências

BALL, Deborah Loewenberg; THAMES, Mark Hoover; PHELPS, Geoffrey. Content Knowledge for Teaching: what makes it special? In: Journal of Teacher Education. V. 59, n. 5, p. 389-407, novembro, 2008.

BALL, Deborah Loewenberg; THAMES, Mark Hoover; PHELPS, Geoffrey. Content Knowledge for Teaching: what makes it special? In: National Symposium on Professional Development for Engineering and Technology Education. Illinois State University: 2007.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Parecer CNE/CES n.º 1.302/2001. Diretrizes Curriculares para os Cursos de Matemática, Bacharelado e Licenciatura. Brasília, 2001a.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução CNE/CES n.º 3/2003. Estabelece as Diretrizes Curriculares para os Cursos de Matemática. Brasília: Diário Oficial da União, 25 fev. 2003.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Parecer CNE/CP n.º 9/2001. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Brasília, 2001b.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Parecer CNE/CP n.º 28/2001. Dá nova redação ao Parecer CNE/CP 21/2001, que estabelece a duração e a carga horária dos cursos de Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Brasília, 2001c.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Resolução CNE/CP n.º 1/2002. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Brasília: Diário Oficial da União, 4 mar. 2002a.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Resolução CNE/CP n.º 2/2002. Institui a duração e a carga horária dos cursos de licenciatura, de graduação plena, de formação de professores da Educação Básica. Brasília: Diário Oficial da União, 4 mar. 2002b.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Superior. Referenciais Orientadores para os Bacharelados Interdisciplinares e Similares. Brasília, 2010.

CANDAU, Vera Maria; LELIS, Isabel Alice. A relação teoria-prática na formação do educador. In: CANDAU, Vera Maria (org.). Rumo a uma nova Didática. Petrópolis: Vozes, 1993, p. 49-63.

ROSA, Derval dos Santos. Implantação dos Bacharelados Interdisciplinares na UFABC. 49 transparências, coloridas. Santo André: UFABC, 2013. Disponível em: <http://prograd.ufabc.edu.br/images/pdf/apresentacao_sobre_os_bis.pdf>. Acesso em 11 mar. 2013.

SHULMAN, Lee S. Knowledge and Teaching: foundations of the new reform. In: Harvard Educational Review. V. 57, n. 1, p. 1-22, fevereiro, 1987.

SHULMAN, Lee S. Those Who Understand: knowledge growth in teaching. In: Educational Research. V. 15, n. 2, p. 4-14, fevereiro, 1986.

UNIVERSIDADE ABERTA. Processo de Bolonha: génese e fundamentos. [200-]. Disponível em: http://www.uab.pt/documents/10136/14163/genese.pdf. Acesso em 20 jun. 2013.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC. Síntese do Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado em Ciência e Tecnologia. Santo André: UFABC, 2009.

Downloads

Publicado

2016-12-30

Edição

Seção

Artigos