O RACIOCÍNIO COMBINATÓRIO REVELADO AO LONGO DA EDUCAÇÃO BÁSICA

Autores

  • Eurivalda Santana Universidade Estadual de Santa Cruz
  • Tamiles Oliveira Universidade Estadual de Santa Cruz

DOI:

https://doi.org/10.17921/2176-5634.2015v8n3p%25p

Resumo

Neste artigo temos como objetivo principal identificar e classificar os raciocínios revelados por estudantes, de final de ciclo do Ensino Fundamental (3º, 5º, 7º e 9º anos) e do 2º ano do Ensino Médio, ao resolverem situações-problema que envolvam conceitos de Análise Combinatória. O estudo está embasado na Teoria dos Campos Conceituais, mais especificamente nas Estruturas Multiplicativas e considera resultados dos estudos de Piaget e Inhelder. A pesquisa caracteriza-se por uma abordagem qualitativa de investigação, e o trabalho de campo desenvolveu-se com 577 estudantes de três escolas públicas. Para a coleta de dados foi utilizado um instrumento composto de situações-problema que envolvem conceitos de Análise Combinatória e, uma entrevista semiestruturada. A análise dos dados aponta a classificação de três níveis de raciocínio combinatório, a saber: Ausência de raciocínio; Indício de raciocínio; Presença de raciocínio.

Downloads

Publicado

2015-09-14

Edição

Seção

Artigos