CONHECIMENTOS DE PROFESSORES PARA ENSINAR PROBABILIDADE NOS ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

Autores

  • Ruy César Pietropaolo Universidade Anhanguera de São Paulo
  • Angélica da Fontoura Garcia Silva Universidade Anhanguera de São Paulo
  • Tânia Maria Mendonça Campos Universidade Anhanguera de São Paulo
  • José Ivanildo Felisberto de Carvalho Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.17921/2176-5634.2015v8n3p%25p

Resumo

Este artigo tem o propósito de apresentar um estudo cuja finalidade foi investigar os conhecimentos de um grupo de professores de Matemática para ensinar probabilidade nos anos finais do Ensino Fundamental e as concepções desses docentes sobre esse ensino. Esta investigação, que envolveu 23 professores da região metropolitana de São Paulo, precedeu uma formação continuada desenvolvida no âmbito do Observatório da Educação – projeto de formação e pesquisa da UNIAN/Capes. Os dados foram obtidos por meio de questionários e entrevistas. Para a análise dos dados, relativamente aos conhecimentos que deveriam ser de domínio do professor, foram consideradas categorias discutidas por Shulman (1986). Em relação às concepções de professores sobre o ensino de probabilidade, adotou-se o significado de Concepção atribuído por Ponte (1992). As respostas dos professores revelaram certa inconsistência em relação ao domínio de conhecimentos de noções relativas à probabilidade. Quanto às concepções sobre o ensino desse tema, os docentes demonstraram certo ceticismo em relação à necessidade e inclusão da probabilidade nas aulas de Matemática no Ensino Fundamental, devido, sobretudo, à extensão dos conteúdos que devem ensinar e a não-importância que atribuem a esse tema.

Downloads

Publicado

2015-09-14

Edição

Seção

Artigos